Postado em 23 de Outubro de 2017 às 12h41

Benefícios de Chás e Infusões

Chá da Índia Não é de hoje que a "lista de benefícios" dos chás e infusões integra a dieta alimentar de muitas pessoas, especialmente das que buscam hábitos mais saudáveis para o dia a...

Não é de hoje que a "lista de benefícios" dos chás e infusões integra a dieta alimentar de muitas pessoas, especialmente das que buscam hábitos mais saudáveis para o dia a dia. Com receitas clássicas e renovadas, essas bebidas são lembradas pelas suas vantagens terapêuticas.

Entre as duas bebidas, porém, existe uma sutil e não tão conhecida diferença. De acordo com a nutricionista Larah Nóbrega, é correto chamar de chá bebidas feitas a partir da Camellia sinensis - ou chá-da-índia. As demais, preparadas com outras ervas e frutos - por exemplo, hibisco, canela, maçã, gengibre, camomila - são infusões. Mas, independente do conceito, servidos quentes ou gelados, os chás e as infusões são uma barreira ao envelhecimento precoce, ajudam no controle da glicemia e do colesterol e possuem ação diurética, entre outros benefícios.

"Chás e infusões possuem diversos efeitos positivos no nosso organismo. Dentre algumas propriedades, pode-se destacar o hepatoprotetor, presente no boldo; calmante, na camomila e melissa; estimulante da digestão, no alecrim e hortelã; além das propriedades antioxidantes e diuréticas, da cavalinha e do hibisco", pontua a nutricionista Manuela Ribeiro.

Manuela descreve que algumas substâncias, como epigalocatequina galato do chá verde, exercem desde funções termogênicas a hipoglicemiantes, ideais à resistência à insulina e ao diabetes. "Infusões como as de canela e gengibre funcionam como excelentes antiinflamatórios, modulando efeitos benéficos para pessoas com sobrepeso, hipertensos e diabéticos", explica ainda.

Chás e infusões e suas cores

Sócia da franquia Tea Shop de Fortaleza, Larah explica que as cores dos chás e infusões ditam, em geral, suas propriedades. Segundo a profissional, os chás e as infusões brancos possuem forte ação diurética e os verdes, antioxidante. Ela destaca ainda que os vermelhos têm perfil emagrecedor e os pretos, energizante.

"A flor do hibisco, a cavalinha e o matechá - que pode ser considerado um superalimento já que tem potencial alimentar maior que o do brócolis, espinafre e açaí, por exemplo - são tipos que, pelo que vimos aqui na loja, caíram no gosto dos fortalezenses", diz.

Consumo e preparo

Embora os chás e infusões tragam benefícios, o consumo das bebidas precisa ser discutido com um médico ou nutricionista, uma vez que a ingestão repetida, ou em altas doses, pode causar reações adversas.

Manuela conta que, apesar de a quantidade variar de acordo com cada pessoa, há aspectos gerais para o preparo. "A quantidade média ideal é a de 1 colher de chá da erva para 200 ml de água. O tempo de infusão também varia muito, mas para os chás é de em média 2 minutos, enquanto algumas infusões podem chegar até a 10 minutos", finaliza.

Fonte: O Povo - Saúde

Veja também

Chá de Funcho contra cólicas em Bebês!31/08/16 Durante os quatro primeiros meses de vida, os bebês sentem muita cólica. O incômodo é tanto, que neste período eles choram muito e ficam bastante irritados. Além destes sinais, a salivação excessiva e outros problemas intestinais também podem ser sintomas que evidenciam a presença de cólica nos pequenos. Mesmo tratando-se de uma......
Chá de Erva Doce!14/06/17 A erva doce (Foeniculum vulgare) já é uma planta muito conhecida, pois é usada para diversos fins há muito tempo há milhares de anos, por egípcios, gregos e romanos. Ela também é conhecida como funcho ou......
5 chás perfeitos para saborear na época de Natal11/12/17 No Brasil, o Natal ocorre no verão, mas mesmo assim é possível aproveitar os chazinhos e seus inúmeros benefícios. Para essa época, em que as mesas ficam fartas de uma variedade de comidas, alguns chás podem......

Voltar para Notícias