Postado em 28 de Janeiro às 09h46

Importância da prevenção e controle da anemia

O ferro é um nutriente essencial para a vida e atua, principalmente, na formação de células vermelhas do sangue, no transporte do oxigênio no organismo e também está envolvido na função imunológica e no desenvolvimento cognitivo das crianças.

Você sabia que a anemia por deficiência de ferro no organismo é a carência nutricional de maior magnitude no mundo? Este é um problema que atinge países desenvolvidos e em desenvolvimento. Os principais afetados pela deficiência de ferro são crianças, mulheres em idade fértil e gestantes.

Por isso, o Ministério da Saúde recomenda uma série de ações voltadas para a prevenção e controle da anemia, tais como: o incentivo à amamentação exclusiva durante os primeiros seis meses de vida da criança; a promoção da alimentação complementar saudável; a suplementação profilática com ferro para crianças de seis a 24 meses de idade, gestantes e mulheres no pós-parto. Na atenção básica, os suplementos de ferro são distribuídos para crianças e gestantes desde 2005, por meio do Programa Nacional de Suplementação de Ferro.

No Brasil, de acordo com a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde – PNDS, realizada em 2006, a prevalência de anemia observada entre crianças menores de cinco anos era de 20,9%, sendo de 24,1% em crianças menores de dois anos. Em mulheres em idade fértil, a prevalência de anemia observada foi de 29,4%.

Em termos globais, de acordo com estimativa realizada em 2008 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a carência de ferro afetava 1,62 bilhões de pessoas.

Um estudo de 2010 publicado na Revista de Nutrição de Campinas juntou as informações de diversos estudos para chegar a um número médio de casos de anemia. Os resultados apontam que 60,2% das crianças menores de cinco anos atendidas nas Unidades Básicas de Saúde apresentavam anemia. As principais consequências da deficiência são distúrbios psicológicos e comportamentais, diminuição da capacidade de aprendizagem, constantes infecções devido à debilitação da defesa imunológica e, em casos mais extremos, até a morte.

A nutricionista da Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição – CGAN, Gilsiane Espinosa, orienta que o tratamento da anemia ferropriva já diagnosticada deve ser prescrito de acordo com a conduta clínica definida pelo profissional de saúde responsável, seguindo as diretrizes específicas propostas para cada faixa etária.

Fonte: Governo do Brasil

Veja também

Conheça seleção de chás especiais para tomar no outono26/03/18 Outono é conhecido pelos ventos gelados durante a noite e basta só isso ocorrer que logo sentimos a falta de um chá para aquecer o corpo e também a alma. Para isso, existem algumas receitas que, além de conseguir esse feito, também são capazes de provocar um ótimo sabor em quem experimenta. 1. Maçã com canela Essa bebida além de......
Chá de Pêssego08/03/17 O Pêssego é uma saborosa fruta muito consumida no mundo e contém especiais propriedades que auxiliam em tratamentos de beleza, garantindo a luminosidade da pele e pode ser usado em máscaras hidratantes e óleos para massagens.......
Chá para curar ressaca28/03 Para curar ressaca o melhor remédio foi, durante muito tempo, apenas chá. Tem mil e uma utilidades. Chá de alecrim, pela manhã, para recuperar a voz. De boldo, depois delas, para recuperar o fígado. Essa......

Voltar para Notícias