Postado em 15 de Outubro de 2018 às 10h51

Os perigos das bebidas açúcaradas

Bebidas açucaradas estão ligadas a mortes prematuras por doenças do coração, descobriram cientistas. Os pesquisadores que realizaram o estudo, apresentaram em um encontro de prevenção epidemiológica da Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês), na cidade de Nova Orleans, nos EUA.

Os pesquisadores monitoraram um grupo de adultos com mais de 45 anos de idade por um período de seis anos. Eles descobriram que os participantes que bebiam pelo menos 709 mililitros de bebida açucarada por dia tinham duas vezes mais probabilidade de morrer de doenças cardíacas do que aqueles que consumiam menos de 29 mililitros.

Também foi constatado um risco aumentado de morte por todas as causas entre os principais consumidores de bebidas açucaradas. Os cientistas ressaltam que as descobertas só estabeleceram uma associação, e não uma relação de causa e efeito.

Pesquisas anteriores mostraram uma ligação entre açúcar adicionado e obesidade e doença crônica, mas o impacto desse consumo sobre as taxas de mortalidade ainda não havia ficado claro.

A pesquisadora-chefe do estudo, Jean Welsh, da Emory University, nos EUA, explicou os dois aspectos principais da questão que a equipe queria entender:

Pretendíamos descobrir se os açúcares adicionados aumentam o risco de morte por doença cardíaca ou outras causas e, em caso afirmativo, se existe uma diferença de risco entre bebidas açucaradas e alimentos açucarados — diz ela. — Acreditamos que este estudo acrescenta dados sólidos ao que já existe, destacando a importância de minimizar as bebidas açucaradas em nossa dieta.

A equipe se baseou em dados de quase 18 mil participantes do estudo Razões para Diferenças Geográficas e Raciais no Acidente Vascular Cerebral, uma investigação de saúde e estilo de vida nos Estados Unidos.

Um questionário foi usado para estimar o consumo de alimentos e bebidas açucarados.

Bebidas açucaradas incluíam refrigerantes e sucos de frutas, enquanto sobremesas e cereais matinais estavam entre os alimentos açucarados. As informações dos registros de óbito foram comparadas com os hábitos de consumo de açúcar das pessoas enquanto elas estavam vivas.

O consumo desse tipo de bebida, que têm poucos nutrientes, faz com que o corpo seja atingido por uma "inundação de açúcar", destacou Jean Welsh.

Em contraste, os alimentos açucarados geralmente contêm outros nutrientes, como gorduras ou proteínas, que retardam o metabolismo.

Welsh pediu aos médicos que começassem a falar com os pacientes sobre o açúcar:

Sabemos que, se os profissionais de saúde não perguntarem aos pacientes sobre práticas de estilo de vida relacionadas à obesidade e às doenças crônicas, os pacientes tendem a pensar que isso não é importante — ressaltou ela. — Simplesmente perguntar aos pacientes sobre o consumo de bebidas açucaradas já é valioso.

Fonte: Ibahia

Veja também

Conheça as diferenças na prepação dos chás!14/08/17 Bebida é confundida com infusões em geral. Mas existem diferenças. Saiba quais são e confira dicas de preparação. Cada vez mais popular no Brasil, pouca gente entende de fato o que é o chá. “Tenho certeza de que boa parte das pessoas que estão aqui nunca tomou um chá de verdade.” A provocação veio do tea master Michel......
Benefícios do Chá Capim-Cidreira!10/05/17 Os benefícios do chá de erva-cidreira estão relacionados às propriedades medicinais que esta planta possui. Dentre os principais benefícios do chá de erva-cidreira podemos citar: Melhorar a qualidade do......
8 Melhores Chás Digestivos!10/07/17 O chá tem desfrutado de uma popularidade de longa data, sendo a bebida mais consumida por séculos, e com razão. Os cientistas apenas recentemente descobriram os compostos benéficos do chá, mas as pessoas em geral têm......

Voltar para Notícias